Notícias
Por ano letivo

Clube do Ambiente versus Eco-Escolas

08 Nov 2014

A nossa Escola manteve o AMBIENTE como uma das preocupações dominantes de todas as atividades escolares. Este foi um desafio para todas as estruturas e, sobretudo, para os professores e educadores da escola.O Clube do Ambiente, por si só, nunca poderá ser o único promotor de todas as atividades relacionadas com o AMBIENTE. Assim sendo, gostaria de destacar a importância de todos os intervenientes no processo de ensino aprendizagem para que a escola pudesse assumir-se como um espaço efetivo de cidadania e promotor de uma consciencialização dos nossos alunos, pais, encarregados de educação, professores e funcionários para a importância de preservar o meio ambiente.

O Clube do Ambiente contou com a colaboração de quatro professores: Márcio Silva, Carla Cardoso, Rosa Santos e Patrícia Costa, todos docentes do Departamento Curricular de Ciências Físico-Naturais – e teve alunos inscritos do 3.º Ciclo e Secundário. Este ano letivo teve início a 01 de outubro 2013 e funcionou todas as terças-feiras, entre as 16h10 e as 17h45.

A nossa Escola manteve o AMBIENTE como uma das preocupações dominantes de todas as atividades escolares. Este foi um desafio para todas as estruturas e, sobretudo, para os professores e educadores da escola.

Durante o ano letivo, o Clube do Ambiente conseguiu cumprir com muitos dos objetivos a que se tinha proposto. Este foi o resultado de um grande esforço por parte dos professores envolvidos, não só na diversidade das atividades propostas no início deste ano letivo, mas também na forma como as conseguiram dinamizar. De destacar que muitas vezes para realizar as atividades, os professores tiveram de as executar fora horário destinado ao clube, porque os 90 minutos semanais são manifestamente pouco para desenvolver e coordenar tantos projetos como aqueles a que este clube esteve associado. Ao longo de todo o ano, muitas atividades foram desenvolvidas. Este artigo tem como propósito destacar apenas algumas delas.

Principais atividades do ano letivo anterior

A nossa escola participou e venceu o Concurso SOS Cagarro 2013. No escalão 2, categoria 2, esculturas, participaram os alunos do Clube do Ambiente, Alice Cunha, Gina Arruda, Henrique Silva e Márcia Arruda. O trabalho apresentado a concurso intitulava-se "Açores: Destino de lua-de-mel".

A convite do Parque Natural do Pico, participámos na sessão de abertura da Campanha S.O.S. Cagarro 2013, e na inauguração da exposição do concurso escolar “S.O.S. Cagarro – A importância da Conservação do Cagarro”, coordenada pela Secretaria Regional dos Recursos Naturais, através da Direção Regional dos Assuntos do Mar, que se realizou no dia 15 de outubro pelas 10:00,no Museu dos Baleeiros. À escola foi entregue um diploma de participação e os alunos e professores responsáveis tiveram como prémio uma viagem de whale watching.

Uma das grandes novidades neste ano letivo foi a coordenação do programa Eco-Escolas pelo Clube do Ambiente. Este é um Programa vocacionado para a educação ambiental, para a sustentabilidade e para a cidadania, que a Fundação para a Educação Ambiental (FEE) implementa em vários países desde meados dos anos 90. Destina-se fundamentalmente às escolas do ensino básico (do 1º ao 3º ciclo), podendo, no entanto, ser adaptado e implementado noutros graus de ensino. Visa encorajar ações e reconhecer o trabalho desenvolvido pela Escola em benefício do ambiente. Implementado em Portugal pela Associação Bandeira Azul da Europa, consiste na adoção de uma metodologia de trabalho (simplificadamente denominada por 7 passos) que, articulando atividades de exploração de diversos temas, contribua para uma melhoria global do ambiente da escola e da comunidade.Este esforço é reconhecido através da atribuição de uma Bandeira Verde, que certifica a existência, de uma educação ambiental coerente e de qualidade. Desde o ano letivo 2000/2001 que o mesmo nos é atribuído.

A coordenação do programa Eco-Escolas permitiu ainda a monitorização e avaliação, trabalho curricular, informação e envolvimento da escola e da comunidade local, conclusão do Eco-Código e apresentação da candidatura ao galardão Eco-Escola.

Estivemos também associados a um conjunto de projetos através da Eco-Escolas, a saber: World Days of Action; Geração Depositrão 2014; Hortas Bio 2014; Vela por Óleo e Recolha de Tinteiros. E poderíamos ainda associar-nos a muitos outros, no entanto, tal não foi possível. Como consequência do trabalho desenvolvido, este ano letivo foi atribuída, mais uma vez à nossa escola, o galardão Bandeira Verde (certificado ambiental de qualidade ambiental da escola).

A outra grande novidade é que também fomos uma Escola DECOJovem. Foram 410 escolas em todo o país, mas apenas 4 na região, sendo que uma delas era a nossa. A DECOJovem é um projeto promovido pela DECO, dirigido às escolas do Ensino Básico e Secundário, alunos e professores enquanto estrutura de apoio, fonte de informação e formação, centro de recursos e um sítio para divulgar os projetos na área da Educação do Consumidor. A escola teve, assim, à disposição recursos para desenvolver atividades e projetos na área do consumo com o objetivo de promover a formação de crianças e jovens esclarecidos, críticos e responsáveis nos seus atos de consumo. Também participámos em alguns desafios lançados pela DECOJovem como: Dia Mundial da Alimentação; Gestos contra os resíduos (2.ªedição) e GreenChef.

Além disso, ainda nos associámos à Semana do Jovem Consumidor através dos desafios lançados: 5 minutos com sumo e Peddy-Paper DECOJOVEM. Este foi uma iniciativa organizada no âmbito das atividades da “Semana do Jovem Consumidor” de 10 a 14 de março de 2014. Foram constituídas equipas no máximo com 4 alunos. As equipas foram: "Ambientalistas" (Henrique Silva, Alice Cunha e Gina Arruda); "Over Power" (Luís Machado, Samuel Goulart e Simão Pereira; "Cá Sei" (Joshua Piarulli, Daniel Serpa, Quirina Garcia e Melissa Arruda); "5 Dedos em Ação" (Francisco Silva, José Jardim e Christopher Andrade). As cartas de prova foram entregues às equipas no momento da partida. A carta de prova continha a descrição do percurso e os desafios que as equipas deveriam superar. As equipas eram autónomas para o preenchimento da carta de prova, não sendo necessários postos de controlo. Os desafios consistiam em exercícios de observação ou questões sobre diferentes áreas da educação do consumidor. As respostas foram registadas pelas equipas na carta de prova. O Peddy-Paper teve a duração máxima de 45 minutos. Assim sendo os grandes vencedores foram os Ambientalitas. Os prémios para a equipa vencedora (1 garrafa DecoJovem por aluno) e para a escola uma aparelhagem hi-fi.

Lançamos também o Concurso “Recolhe e Ganha”- Ganhas tu e ganha o Ambiente!” No âmbito do Dia Internacional das Eco-Escolas e da Semana Europeia da Prevenção dos Resíduos 2013 - EWWR, o Clube do Ambiente leva a cabo o concurso “Recolhe e Ganha - Ganhas tu e ganha o Ambiente!”, o qual visava a recolha do maior número possível de resíduos: pilhas, tampinhas e rolhas de cortiça. O presente concurso foi dirigido a todas as escolas que integram a Escola Básica e Secundária da Madalena do Pico. Este concurso conta com os seguintes parceiros: “Eco-Escolas”, “Pilhão vai à escola” e “GreenCork”. O objetivo deste concurso era sensibilizar os jovens para a recolha seletiva de resíduos. O concurso estava organizado em três categorias, sendo que cada turma teria obrigatoriamente de concorrer às três. Foi premiada a turma de entre as 16 que participaram no concurso que recolheu a maior quantidade de resíduos em cada uma das categorias: Categoria A - Recolha seletiva de Pilhas; Categoria B – Recolha seletiva de Tampinhas; Categoria C – Recolha seletiva de Rolhas de Cortiça. Foi ainda atribuído um prémio à turma que apresentou o recipiente mais original e criativo. O concurso teve início a 16 de novembro de 2013 e terminou a 30 de maio de 2014. Os resultados do Concurso foram Divulgados no dia, 5 de junho de 2014, Dia Mundial do Ambiente.

Classificação
Categoria ACategoria BCategoria C
1.º Lugar – Lírio (Pré-escolar) 1.º Lugar – 5.º C 1.º Lugar – 7.º B
2.º Lugar – 9.º C 2.º Lugar – Tulipa (Pré-escolar) 2.º Lugar – 10.º CT
3.º Lugar – 8.º A 3.º Lugar – Orquídea (Pré-escolar) 3.º Lugar – Lírio (Pré-escolar)

O recipiente mais original e criativo foi realizado pelo 8.º Ano, turma A. O prémio atribuído a cada turma vencedora de cada uma das categorias foi uma entrada livre no CENTRO DE VISITANTES DA GRUTA DAS TORRES, através do programa PARQUE ESCOLA - PARQUE NATURAL DO PICO. Assim sendo, foram entregues os vouchers aos respetivos diretores de turma/ professores titulares de turma para que cada um dos alunos pudesse em conjunto, com as suas famílias visitar este espaço do parque natural do Pico (em época baixa).

Lanchar sem resíduos? Será possível? Foi este o desafio lançado aos elementos do Clube do Ambiente de forma a assinalar a “Semana Europeia da Prevenção de Resíduos”. Esta iniciativa, apoiada pelo Programa LIFE+ da Comissão Europeia, foi lançada como um projeto de 3 anos, até julho de 2012, mas, devido ao sucesso alcançado, continua a ser implementada anualmente. Esta semana assenta num conjunto de ações que visam sensibilizar ao máximo a população para a problemática dos resíduos, em particular a prevenção, de acordo com a Regra dos “3Rs”: Reduzir os resíduos, Reutilizar os objetos, Reciclar os materiais. Em 2013, a Semana Europeia da Prevenção da Produção de Resíduos decorreu de 16 a 24 de novembro. O Clube do Ambiente da EBS da Madalena também quis fazer parte desta grande iniciativa, ainda que de forma informal. Para isso, organizou o “Lanche sem Resíduos”, no dia 19 de novembro.

Neste lanche só foi permitida a utilização de objetos reutilizáveis (copos, jarros, guardanapos, toalhas, frascos das compotas), produtos locais e da época, de modo a reduzir ao máximo a pegada ecológica. Desafio Superado! No final no lanche, os únicos resíduos eram orgânicos e tiveram como destino a compostagem. E foi um lanche bem saudável!

Recolhemos pilhas, dando cumprimento ao protocolo de colaboração realizado entre a Ecopilhas e a nossa escola com a participação na campanha “Pilhão vai à Escola”, bem como a limpeza dos pilhões na Escola Cardeal Costa Nunes e participação no 5.º Peditório Nacional de pilhas e baterias. Deste modo, até 31 de dezembro, decorreu a quinta edição do Peditório Nacional de pilhas e baterias usadas a favor do Instituto Português de Oncologia (IPO. O resultado da recolha do Peditório Nacional de pilhas e baterias usadas permitiu à Ecopilhas doar ao IPO de Lisboa dois aparelhos de videoendoscopia portátil, com gravação de imagem e processamento de dados. Estes equipamentos de diagnóstico são usados nas consultas de Otorrinolaringologia (ORL) e de Urologia, podendo ser também usado em Bloco Operatório. O resultado da recolha de pilhas e baterias usadas na nossa escola, foi de 95 quilogramas, dois pilhões médios e três grandes. Neste peditório contámos também com a colaboração da Câmara Municipal.

Numa segunda fase, até 31 de maio o desafio foi recolher o maior número de pilhas.

Elaborámos sacos reutilizando os invólucros das resmas de papel, estes foram utilizados pelo Departamento Curricular de Ciências Físico-Naturais, aquando da realização da Feira de Minerais, pelos alunos do pré-escolar da Madalena, aquando do Dia do Pai e do Dia do Mãe. Elaborámos também marcadores para manuais, reutilizando revistas e com mensagem de Natal apelando à redução, reutilização e reciclagem, porque é preciso fazer melhor todos os dias!

Realizamos ainda uma árvore de natal com recurso a hortênsias secas.

Colaboramos com a Câmara Municipal da Madalena na recolha de resíduos para utilização na decoração de Natal, após solicitação para colaboração da Escola Básica e Secundária da Madalena do Pico, através do Clube de Ambiente.

Em cooperação com a Câmara Municipal da Madalena, colaborámos ainda na Semana da Primavera Biológica, uma iniciativa de âmbito nacional, que decorreu de 17 a 23 de março, visando sensibilizar a sociedade para a adoção de hábitos alimentares saudáveis e estilos de vida mais ecológicos e sustentáveis.

No dia 18 de março, foram plantadas espécies arbustivas e herbáceas endémicas, num dos jardins da Escola Cardeal Costa Nunes, pelos alunos do Clube de Ambiente, fomentando, junto dos mais jovens do Município, o respeito pela biodiversidade e pelo equilíbrio dos ecossistemas naturais. Sensibilizar, educando para a problemática da preservação do meio envolvente, é crucial para uma sociedade que se quer desenvolvida, sendo indubitavelmente uma preocupação da autarquia da Madalena, que se junta a este movimento no desígnio de tornar Portugal um país mais sustentável, através da valorização das Florestas, da Agricultura e do Meio Ambiente. O Clube do Ambiente por sua vez organizou mais um “Lanche sem Resíduos”.

Colaborámos com as turmas do 7.º B e 9.º C na participação do Desfile de Carnaval, com o tema Eco-Horta,  Ano Internacional da Agricultura Familiar.

Por sugestão do Clube do Ambiente, a Câmara Municipal da Madalena associou-se, mais uma vez, à Hora do Planeta, uma iniciativa verde realizada à escala mundial, pela WWF (World Wide Fund for Nature). Por todo o mundo são milhões os que, neste dia, durante uma hora, apagam as luzes, num gesto simbólico em defesa do nosso Planeta. O evento teve início em 2007, na Austrália, e desde então tornou-se um fenómeno global. Em 2013, atingiu mais de 2 mil milhões de pessoas, em 154 países de todos os continentes, recebendo títulos como "a maior campanha do mundo pelo Planeta". Alertar, consciencializando para a imperatividade de preservar o meio ambiente, este riquíssimo património natural açoriano, é crucial para uma sociedade que se quer desenvolvida, sendo indubitavelmente uma preocupação do Município da Madalena (Apague as luzes e junte-se à “maior campanha do mundo pelo Planeta”).

Desenvolvemos ainda uma campanha de separação de embalagens no Bar da escola, que se prolongou durante todo o ano letivo. Desenvolvemos uma campanha de redução de consumo de água e de luz, através da colocação de informação importante, alertando toda a comunidade escolar para a necessidade de utilizar luz natural e fechar a torneira sempre que não estiver a ser usada.

Associámos a nossa ESCOLA à Campanha Generation Awake. Esta é uma campanha de consciencialização sobre a eficiência em termos de recursos. É direcionada para o público em geral, demonstrando o que pode ser feito no dia a dia para reduzir a quantidade de resíduos e utilizar os recursos naturais, nomeadamente a água, a energia, a madeira e os metais, de uma forma mais sensata. A campanha convida a pensar sobre os hábitos de consumo e respetivas consequências para o ambiente, os recursos naturais, a qualidade de vida, a saúde e o bem-estar.

Fruto de uma parceria entre a H. SARAH – Trading, Lda. e o Programa Eco-Escolas, o projeto “Roupas usadas não estão acabadas” visa (in)formar as crianças e jovens, e através deles a população em geral, acerca da importância do adequado encaminhamento de roupa e ainda calçado, brinquedos e material escolar para reutilização e reciclagem. Mais uma vez o Clube do Ambiente não poderia deixar passar esta oportunidade de, para além de podermos reutilizar, estarmos ainda a ajudar quem mais precisa! Foi lançado ainda o desafio Criativo a cada escola para encontrar um nome para o recipiente de recolha que recebeu a colocação dos objetos usados. O nome para recipiente de recolha que a nossa escola propôs através do Clube do Ambiente foi Gavetão. E o slogan: Roupas usadas é no Gavetão, porque velhos são os trapos! Deste modo, o Clube do Ambiente lançou este desafio a toda a comunidade escolar e local para que se envolvessem neste projeto.

O nosso principal objetivo é criar cidadãos conscientes e capazes de mudar o mundo para melhor! Assim, pretende-se que a comunidade escolar seja o veículo que leva esta mensagem às famílias do nosso concelho.

Reduza, Reutilize e Recicle,
porque é preciso fazer melhor todos os dias!

O coordenador do Clube do Ambiente e do Programa Eco-Escolas: Márcio Silva

Álbum Fotográfico

Ler 4173 vezes Modificado em Domingo, 09 Novembro 2014 01:57

Itens relacionados