Notícias
Por ano letivo

17 Set 2015

Temos o prazer de anunciar que, na sequência do trabalho desenvolvido e da apresentação da candidatura, a nossa escola vai ser galardoada com a Bandeira Verde Eco-Escolas 2015. A todos os envolvidos e participantes no Programa que contribuíram para o sucesso do Eco-Escolas na nossa escola, os nossos PARABÉNS!
Note-se que o hastear da bandeira verde significa simultaneamente um prémio/reconhecimento e uma responsabilidade por zelar pela continuidade deste galardão.
O Programa Eco-Escolas é vocacionado para a educação ambiental, para a sustentabilidade e para a cidadania, que a Fundação para a Educação Ambiental (FEE), implementa em vários países desde meados dos anos 90.
Destina-se fundamentalmente às escolas do ensino básico podendo no entanto ser adaptado e implementado noutros graus de ensino. Visa encorajar ações e reconhecer o trabalho desenvolvido pela Escola em benefício do ambiente.
As ações concretas desenvolvidas pelos alunos e por toda a comunidade educativa, proporcionar-lhes-ão a tomada de consciência que simples atitudes individuais podem, no seu conjunto, melhorar o Ambiente global.
Aos estudantes é-lhes dirigido o desafio de se habituarem a participar nos processos de decisão e a tomarem consciência da importância do ambiente no dia-a-dia da sua vida pessoal, familiar e comunitária.
O Programa procura igualmente, estimular a criação de parcerias locais entre a escola e as autarquias, procurando contribuir para um maior envolvimento e participação em todo o processo, dos municípios, empresas, órgãos de comunicação social, ONGA's e outros agentes interessados em contribuir para o Desenvolvimento Sustentável.
A proposta às escolas consiste na adoção de uma metodologia de trabalho (simplificadamente denominada por 7 passos) que, articulando atividades de exploração de diversos temas, contribua para uma melhoria global do ambiente da escola e da comunidade.
Este esforço é reconhecido através da atribuição de uma Bandeira Verde, que certifica a existência, na escola, de uma educação ambiental coerente e de qualidade.
Um dos aspetos interessantes deste Programa, onde cada escola passa a pertencer a uma Rede, reside no estímulo ao estabelecimento de laços entre as Eco-Escolas, que se tem traduzido na multiplicação de iniciativas onde se cruzam experiências e atividades (seminários, reuniões regionais, colóquios, iniciativas dos municípios, intercâmbio entre escolas, etc...)
Deste modo, entendemos que os benefícios da participação neste projeto são muitos.
O primeiro é trabalhar em rede, juntamente com outras escolas, num projeto que se estende por todo o território nacional. Este facto possibilita a troca de ideias e experiências entre professores e alunos de todo o país.
Outro benefício resulta da apropriação da metodologia de projeto, inerente ao Eco-Escolas. A planificação do trabalho e a definição de estratégias, assentes num diagnóstico prévio e a posterior comparação com os resultados obtidos, permite não só conhecer melhor a realidade das escolas, mas também planificar o trabalho, visando objetivos e verificando a consecução dos mesmos. Esta metodologia de trabalho promove a eficácia e a significância do trabalho de alunos e professores.
O programa Eco-Escolas constitui ainda um contexto extremamente favorável ao desenvolvimento de competências sociais, cívicas e científicas, na medida em que promove ações de intervenção na comunidade escolar/exterior, sustentadas em conhecimento científico. Estas serão seguramente algumas das vantagens deste projeto.
A Escola tira assim grandes benefícios deste projeto, na medida em que contribui para o reconhecimento do trabalho desenvolvido, reforçando o seu papel na comunidade e o aprofundamento/alargamento de relações com instituições locais.
Com o objetivo de dar continuidade ao programa Eco-Escolas, temos a expetativa de continuar a desenvolver ações capazes de mobilizar toda a comunidade educativa para que todos possamos fazer da nossa escola uma ECO-ESCOLA ainda melhor!

O coordenador do Programa Eco-Escolas: Márcio Silva

11 Set 2015

Ano letivo arranca com dia do ProSucesso

14 de setembro marca não só início de um novo ano letivo, como também o dia regional do Plano Integrado para a Promoção do Sucesso Escolar: ProSucesso.
Durante dia, o projeto será objeto de ampla divulgação junto da comunidade escolar quer pela via da distribuição de material informativo, quer pela dinamização de atividades integradas em projetos de escola.
Para informação mais detalhada sobre as atividades e o projeto consulte os seguintes documentos:

09 Set 2015

Promoção da Saúde em Contexto Escolar - Informação aos Encarregados de Educação

A área de intervenção na promoção da saúde em contexto escolar, implementada pela Direção Regional da Saúde em parceria com a Direção Regional da Educação, é uma área de educação para a saúde que tem vindo a contribuir para a elevação do nível educacional e de saúde da comunidade escolar.
A nível regional, o Decreto Legislativo Regional nº 8/2012/A de 16 de março e a Portaria nº 105/2012 de 12 de outubro, estabelecem o regime da educação para a saúde e as orientações para o desenvolvimento de intervenções de promoção de estilos de vida saudável em meio escolar.
Atendendo à necessidade do cumprimento desta área, é necessária a realização de ações de vigilância e proteção da saúde, paralelamente com a aquisição de conhecimentos e competências em educação para a saúde. Todas estas ações são devidamente delineadas no início do de cada ano letivo pela equipa de saúde escolar em Plano de Atividades de Saúde Escolar, sendo o mesmo integrado no Plano Anual de Atividades da Escola.
As atividades previstas incluem 3 âmbitos de ação: 1. Rastreios, 2. Sessões de educação para a saúde e 3. Sistema de vigilância de comportamentos de risco relacionados com a saúde.
A realização dos rastreios incide nas áreas de avaliação da saúde oral, do índice de massa corporal (deteção de alterações relacionadas com o excesso de peso, obesidade ou baixo peso) e da tensão arterial. Estes rastreios são organizados e realizados por profissionais de saúde e/ou professores qualificados e ocorrem dentro do espaço escolar.
A participação nas sessões de educação para a saúde é realizada em contexto escolar, sempre por profissionais de saúde, professores ou outros elementos devidamente qualificados (p.e. PSP) e incidem nas diferentes áreas prioritárias estabelecidas pelo Decreto Legislativo Regional nº 8/2012 de 16 de março.
O sistema de vigilância de comportamentos de risco, realizados em contexto de aula na presença do professor, consiste na aplicação de um questionário online, devidamente validado, seguro e anónimo.
Sabe-se que, hoje em dia, as principais causas da mortalidade por doenças crónicas estão relacionadas com os comportamentos individuais. A Escola, enquanto espaço coletivo de aprendizagem e de promoção do bem-estar, é essencial na escolha desses comportamentos individuais, pois são eles os fomentadores da qualidade de vida e consequentemente de mais saúde.
Assim, considerando a importância das atividades previstas na saúde do seu educando, e sendo objetivo das Equipas de Saúde Escolar a abrangência do maior número possível de alunos, informamos V. Exa. que caso não aceite que o seu educando participe nas atividades da saúde escolar deverá dirigir-se ao Conselho Executivo desta Unidade Orgânica para assinar o documento de recusa com a respetiva justificação desta.

A Coordenadora da Equipa de Saúde Escolar