02 Out 2017 Em 2017-2018

A Equipa de Saúde Escolar (ESE) informa que irá realizar um Concurso de Culinária no âmbito da comemoração do Dia Mundial da Alimentação para todos os alunos do 2.º ciclo do ensino básico (5.º e 6.º anos de escolaridade) e Profij Afac da Escola Cardeal Costa Nunes. Todas as informações necessárias ao concurso encontram-se no regulamento abaixo disponibilizado 

Algumas informações úteis aos interessados e que se encontram no Regulamento do concurso:

 

 

    •  As inscrições devem ser efetuadas junto do diretor de turma até dia 6 de outubro;
    •  A participação no concurso será feita em grupos de 2 elementos (1 aluno e um membro familiar ou aluno maior de idade);
    •  Cada grupo pode participar com uma única receita de culinária;
    •  O concurso está previsto realizar-se no dia 20 de outubro no recinto escolar;
    •  Serão atribuídos prémios às 3 melhores receitas simples e saudáveis.

Contamos com a vossa participação!
ESE

Regulamento do Concurso

02 Out 2017 Em 2017-2018

Promoção da Saúde em Contexto Escolar - Informação aos Encarregados de Educação

A área de intervenção na promoção da saúde em contexto escolar, implementada pela Direção Regional da Saúde em parceria com a Direção Regional da Educação, é uma área de educação para a saúde que tem vindo a contribuir para a elevação do nível educacional e de saúde da comunidade escolar.
A nível regional, o Decreto Legislativo Regional nº 8/2012ª de 16 de março e a Portaria nº105/2012 de 12 de outubro, estabelecem o regime da educação para a saúde e as orientações para o desenvolvimento de intervenções de promoção de estilos de vida saudável em meio escolar.
Atendendo à necessidade do cumprimento desta área, é necessária a realização de ações de vigilância e proteção da saúde, paralelamente com a aquisição de conhecimentos e competências em educação para a saúde. Todas estas ações são devidamente delineadas no início do de cada ano letivo pela equipa de saúde escolar em Plano de Atividades de Saúde Escolar, sendo o mesmo integrado no Plano Anual de Atividades da Escola.
As atividades previstas incluem 3 âmbitos de ação: 1. Rastreios, 2. Sessões de educação para a saúde e 3. Sistema de vigilância de comportamentos de risco relacionados com a saúde.
A realização dos rastreios incide nas áreas de avaliação da saúde oral, do índice de massa corporal (deteção de alterações relacionadas com o excesso de peso, obesidade ou baixo peso) e da tensão arterial. Estes rastreios são organizados e realizados por profissionais de saúde e/ou professores qualificados e ocorrem dentro do espaço escolar.
A participação nas sessões de educação para a saúde é realizada em contexto escolar, sempre por profissionais de saúde, professores ou outros elementos devidamente qualificados (p.e. PSP) e incidem nas diferentes áreas prioritárias estabelecidas pelo Decreto Legislativo Regional nº 8/2012 de 16 de março.
O sistema de vigilância de comportamentos de risco, realizados em contexto de aula na presença do professor, consiste na aplicação de um questionário online, devidamente validado, seguro e anónimo.
Sabe-se que, hoje em dia, as principais causas da mortalidade por doenças crónicas estão relacionadas com os comportamentos individuais. A Escola, enquanto espaço coletivo de aprendizagem e de promoção do bem-estar, é essencial na escolha desses comportamentos individuais, pois são eles os fomentadores da qualidade de vida e consequentemente de mais saúde.
Assim, considerando a importância das atividades previstas na saúde do seu educando, e sendo objetivo das Equipas de Saúde Escolar a abrangência do maior número possível de alunos, informamos V.Exa. que caso não aceite que o seu educando participe nas atividades da saúde escolar deverá dirigir-se ao Conselho Executivo desta Unidade Orgânica para assinar o documento de recusa com a respetiva justificação desta.

A Coordenadora da Equipa de Saúde Escolar

03 Out 2016 Em 2016-2017

Promoção da Saúde em Contexto Escolar - Informação aos Encarregados de Educação

A área de intervenção na promoção da saúde em contexto escolar, implementada pela Direção Regional da Saúde em parceria com a Direção Regional da Educação, é uma área de educação para a saúde que tem vindo a contribuir para a elevação do nível educacional e de saúde da comunidade escolar.
A nível regional, o Decreto Legislativo Regional nº 8/2012/A de 16 de março e a Portaria nº 105/2012 de 12 de outubro, estabelecem o regime da educação para a saúde e as orientações para o desenvolvimento de intervenções de promoção de estilos de vida saudável em meio escolar.
Atendendo à necessidade do cumprimento desta área, é necessária a realização de ações de vigilância e proteção da saúde, paralelamente com a aquisição de conhecimentos e competências em educação para a saúde. Todas estas ações são devidamente delineadas no início do de cada ano letivo pela equipa de saúde escolar em Plano de Atividades de Saúde Escolar, sendo o mesmo integrado no Plano Anual de Atividades da Escola.
As atividades previstas incluem 3 âmbitos de ação: 1. Rastreios, 2. Sessões de educação para a saúde e 3. Sistema de vigilância de comportamentos de risco relacionados com a saúde.
A realização dos rastreios incide nas áreas de avaliação da saúde oral, do índice de massa corporal (deteção de alterações relacionadas com o excesso de peso, obesidade ou baixo peso) e da tensão arterial. Estes rastreios são organizados e realizados por profissionais de saúde e/ou professores qualificados e ocorrem dentro do espaço escolar.
A participação nas sessões de educação para a saúde é realizada em contexto escolar, sempre por profissionais de saúde, professores ou outros elementos devidamente qualificados (p.e. PSP) e incidem nas diferentes áreas prioritárias estabelecidas pelo Decreto Legislativo Regional nº 8/2012 de 16 de março.
O sistema de vigilância de comportamentos de risco, realizados em contexto de aula na presença do professor, consiste na aplicação de um questionário online, devidamente validado, seguro e anónimo.
Sabe-se que, hoje em dia, as principais causas da mortalidade por doenças crónicas estão relacionadas com os comportamentos individuais. A Escola, enquanto espaço coletivo de aprendizagem e de promoção do bem-estar, é essencial na escolha desses comportamentos individuais, pois são eles os fomentadores da qualidade de vida e consequentemente de mais saúde.
Assim, considerando a importância das atividades previstas na saúde do seu educando, e sendo objetivo das Equipas de Saúde Escolar a abrangência do maior número possível de alunos, informamos V. Exa. que caso não aceite que o seu educando participe nas atividades da saúde escolar deverá dirigir-se ao Conselho Executivo desta Unidade Orgânica para assinar o documento de recusa com a respetiva justificação desta.

A Coordenadora da Equipa de Saúde Escolar

09 Set 2015 Em 2015-2016

Promoção da Saúde em Contexto Escolar - Informação aos Encarregados de Educação

A área de intervenção na promoção da saúde em contexto escolar, implementada pela Direção Regional da Saúde em parceria com a Direção Regional da Educação, é uma área de educação para a saúde que tem vindo a contribuir para a elevação do nível educacional e de saúde da comunidade escolar.
A nível regional, o Decreto Legislativo Regional nº 8/2012/A de 16 de março e a Portaria nº 105/2012 de 12 de outubro, estabelecem o regime da educação para a saúde e as orientações para o desenvolvimento de intervenções de promoção de estilos de vida saudável em meio escolar.
Atendendo à necessidade do cumprimento desta área, é necessária a realização de ações de vigilância e proteção da saúde, paralelamente com a aquisição de conhecimentos e competências em educação para a saúde. Todas estas ações são devidamente delineadas no início do de cada ano letivo pela equipa de saúde escolar em Plano de Atividades de Saúde Escolar, sendo o mesmo integrado no Plano Anual de Atividades da Escola.
As atividades previstas incluem 3 âmbitos de ação: 1. Rastreios, 2. Sessões de educação para a saúde e 3. Sistema de vigilância de comportamentos de risco relacionados com a saúde.
A realização dos rastreios incide nas áreas de avaliação da saúde oral, do índice de massa corporal (deteção de alterações relacionadas com o excesso de peso, obesidade ou baixo peso) e da tensão arterial. Estes rastreios são organizados e realizados por profissionais de saúde e/ou professores qualificados e ocorrem dentro do espaço escolar.
A participação nas sessões de educação para a saúde é realizada em contexto escolar, sempre por profissionais de saúde, professores ou outros elementos devidamente qualificados (p.e. PSP) e incidem nas diferentes áreas prioritárias estabelecidas pelo Decreto Legislativo Regional nº 8/2012 de 16 de março.
O sistema de vigilância de comportamentos de risco, realizados em contexto de aula na presença do professor, consiste na aplicação de um questionário online, devidamente validado, seguro e anónimo.
Sabe-se que, hoje em dia, as principais causas da mortalidade por doenças crónicas estão relacionadas com os comportamentos individuais. A Escola, enquanto espaço coletivo de aprendizagem e de promoção do bem-estar, é essencial na escolha desses comportamentos individuais, pois são eles os fomentadores da qualidade de vida e consequentemente de mais saúde.
Assim, considerando a importância das atividades previstas na saúde do seu educando, e sendo objetivo das Equipas de Saúde Escolar a abrangência do maior número possível de alunos, informamos V. Exa. que caso não aceite que o seu educando participe nas atividades da saúde escolar deverá dirigir-se ao Conselho Executivo desta Unidade Orgânica para assinar o documento de recusa com a respetiva justificação desta.

A Coordenadora da Equipa de Saúde Escolar